Maio 2016 | Maria, Mãe de Misericórdia

Mês de Maria: dia 17

17. Maio. 2016

Não haverá uma nova relação com a natureza, sem um ser humano novo. Não há ecologia sem uma adequada antropologia.

INTRODUÇÃO

Neste mês de maio, unimo-nos ao papa Francisco e à sua rede mundial de oração para que se difunda nas famílias, comunidades e grupos a prática de rezar o Santo Rosário pela evangelização e pela paz. E temos presente a Semana da Vida que nos convida a rezar pela Criação: «Cuidar da vida — a Terra é a nossa casa».

PRIMEIRO MISTÉRIO

«A falta de preocupação por medir os danos à natureza e o impacto ambiental das decisões é apenas o reflexo do desinteresse em reconhecer a mensagem que a natureza traz inscrita nas suas próprias estruturas. […] ‘Em vez de realizar o seu papel de colaborador de Deus, o homem substitui-se a Deus’» (Carta Encíclica sobre o cuidado da casa comum, 117).

SEGUNDO MISTÉRIO

«Quando não se reconhece a importância dum pobre, dum embrião humano, duma pessoa com deficiência, dificilmente se saberá escutar os gritos da própria natureza. Tudo está interligado. Se o ser humano se declara autónomo e se constitui dominador absoluto, desmorona-se a própria base da sua existência» (Carta Encíclica sobre o cuidado da casa comum, 117).

TERCEIRO MISTÉRIO

«Não haverá uma nova relação com a natureza, sem um ser humano novo. Não há ecologia sem uma adequada antropologia. Quando a pessoa humana é considerada apenas mais um ser entre outros, que provém de jogos do acaso ou dum determinismo físico, ‘corre o risco de atenuar-se a noção da responsabilidade’» (Carta Encíclica sobre o cuidado da casa comum, 118).

QUARTO MISTÉRIO

«A abertura a um ‘tu’ capaz de conhecer, amar e dialogar continua a ser a grande nobreza da pessoa humana. […] Com efeito, não se pode propor uma relação com o ambiente, prescindindo da relação com as outras pessoas e com Deus. Seria um individualismo romântico disfarçado de beleza ecológica» (Carta Encíclica sobre o cuidado da casa comum, 119).

QUINTO MISTÉRIO

«Não é compatível a defesa da natureza com a justificação do aborto. Não parece viável um percurso educativo para acolher os seres frágeis que nos rodeiam e que, às vezes, são molestos e inoportunos, quando não se dá proteção a um embrião humano ainda que a sua chegada causa incómodos e dificuldades» (Carta Encíclica sobre o cuidado da casa comum, 120).

INTRODUÇÃO ÀS 3 AVE MARIAS FINAIS

Rezemos três Ave Marias pela evangelização, pela paz e pela vida.

INTRODUÇÃO À SALVE RAINHA

«A Mãe da Misericórdia. […] Dirijamos-lhe a oração, antiga e sempre nova, da Salve Rainha, pedindo-lhe que nunca se canse de volver para nós os seus olhos misericordiosos e nos faça dignos de contemplar o rosto da misericórdia, seu Filho Jesus» (Bula de Convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, 24).