Maio 2016 | Maria, Mãe de Misericórdia

Mês de Maria: dia 25

25. Maio. 2016

Neste Ano Santo, poderemos fazer a experiência de abrir o coração àqueles que vivem nas mais variadas periferias existenciais, que muitas vezes o mundo contemporâneo cria de forma dramática. Quantas situações de precariedade e sofrimento presentes no mundo atual!

INTRODUÇÃO

Neste mês de maio, unimo-nos ao papa Francisco e à sua rede mundial de oração para que se difunda nas famílias, comunidades e grupos a prática de rezar o Santo Rosário pela evangelização e pela paz.

PRIMEIRO MISTÉRIO

«Neste Ano Santo, poderemos fazer a experiência de abrir o coração àqueles que vivem nas mais variadas periferias existenciais, que muitas vezes o mundo contemporâneo cria de forma dramática. Quantas situações de precariedade e sofrimento presentes no mundo atual! Quantas feridas gravadas na carne…» (Bula de Convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, 15).

SEGUNDO MISTÉRIO

«O povo cristão reflita, durante o Jubileu, sobre as obras de misericórdia corporal e espiritual. Será uma maneira de acordar a nossa consciência, muitas vezes adormecida perante o drama da pobreza, e de entrar cada vez mais no coração do Evangelho, onde os pobres são privilegiados da misericórdia» (Bula de Convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, 15).

TERCEIRO MISTÉRIO

«Redescubramos as obras de misericórdia corporal: dar de comer aos famintos, dar de beber aos sedentos, vestir os nus, acolher os peregrinos, dar assistência aos enfermos, visitar os presos, enterrar os mortos. […] Neste Jubileu, a Igreja sentir-se-á chamada ainda mais a cuidar destas ‘feridas’» (Bula de Convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, 15).

QUARTO MISTÉRIO

«Não esqueçamos as obras de misericórdia espiritual: aconselhar os indecisos, ensinar os ignorantes, admoestar os pecadores, consolar os aflitos, perdoar as ofensas, suportar com paciência as pessoas molestas, rezar a Deus pelos vivos e defuntos. […] Não nos deixemos cair na indiferença que humilha» (Bula de Convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, 15).

QUINTO MISTÉRIO

«A pregação de Jesus apresenta-nos as obras de misericórdia, para podermos perceber se vivemos ou não como seus discípulos. […] Não podemos escapar às palavras do Senhor, com base nas quais seremos julgados (cf. Mateus 25, 31-45). […] Em cada um dos ‘mais pequeninos’, está presente o próprio Cristo» (Bula de Convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, 15).

INTRODUÇÃO ÀS 3 AVE MARIAS FINAIS

Rezemos três Ave Marias pela evangelização e pela paz.

INTRODUÇÃO À SALVE RAINHA

«A Mãe da Misericórdia. […] Dirijamos-lhe a oração, antiga e sempre nova, da Salve Rainha, pedindo-lhe que nunca se canse de volver para nós os seus olhos misericordiosos e nos faça dignos de contemplar o rosto da misericórdia, seu Filho Jesus» (Bula de Convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, 24).