Maio 2016 | Maria, Mãe de Misericórdia

Mês de Maria: dia 26

26. Maio. 2016

Celebrar um Jubileu da Misericórdia equivale a pôr de novo no centro da nossa vida pessoal e das nossas comunidades o específico da fé cristã, ou seja, Jesus Cristo, o Deus misericordioso.

INTRODUÇÃO

Neste mês de maio, unimo-nos ao papa Francisco e à sua rede mundial de oração para que se difunda nas famílias, comunidades e grupos a prática de rezar o Santo Rosário pela evangelização e pela paz.

PRIMEIRO MISTÉRIO

«O Jubileu é um tempo favorável, a fim de que, contemplando a Misericórdia Divina possamos tornar-nos testemunhas mais convictas e eficazes. Dirigir o olhar para Deus, Pai misericordioso, e para os irmãos necessitados de misericórdia, significa prestar atenção ao conteúdo essencial do Evangelho» (Audiência geral de 9 de dezembro de 2015).

SEGUNDO MISTÉRIO

«Celebrar um Jubileu da Misericórdia equivale a pôr de novo no centro da nossa vida pessoal e das nossas comunidades o específico da fé cristã, ou seja, Jesus Cristo, o Deus misericordioso. Jesus, Misericórdia que se fez carne, que torna visível aos nossos olhos o grande mistério do Amor de Deus» (Audiência geral de 9 de dezembro de 2015).

TERCEIRO MISTÉRIO

«Porquê o Jubileu? Não digo: é bom para a Igreja este momento extraordinário. Digo: a Igreja tem necessidade deste momento extraordinário. Na nossa época de profundas mudanças, a Igreja é chamada a oferecer a sua contribuição peculiar, tornando visíveis os sinais da presença e da proximidade de Deus» (Audiência geral de 9 de dezembro de 2015).

QUARTO MISTÉRIO

«Este Ano Santo é-nos oferecido para experimentar na nossa vida o toque dócil e suave do perdão de Deus, a sua presença ao nosso lado e a sua proximidade sobretudo nos momentos de maior privação. É um momento privilegiado para que a Igreja aprenda a escolher unicamente ‘o que mais agrada a Deus’» (Audiência geral de 9 de dezembro de 2015).

QUINTO MISTÉRIO

«Perdoar os seus filhos, ter misericórdia a fim de que, por sua vez, também eles possam perdoar os irmãos, resplandecendo como tochas da misericórdia de Deus no mundo. É isto que mais agrada a Deus! O Jubileu será um tempo favorável para a Igreja, se aprendermos a escolher ‘o que mais agrada a Deus’» (Audiência geral de 9 de dezembro de 2015).

INTRODUÇÃO ÀS 3 AVE MARIAS FINAIS

Rezemos três Ave Marias pela evangelização e pela paz.

INTRODUÇÃO À SALVE RAINHA

«A Mãe da Misericórdia. […] Dirijamos-lhe a oração, antiga e sempre nova, da Salve Rainha, pedindo-lhe que nunca se canse de volver para nós os seus olhos misericordiosos e nos faça dignos de contemplar o rosto da misericórdia, seu Filho Jesus» (Bula de Convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, 24).