Advento 2016: Silêncio

Segunda semana de Advento

4. Dezembro. 2016

Sugestão com 5 tópicos (fé) para a segunda semana de Advento (4 a 10 de dezembro): fé professada, fé celebrada, fé vivida, fé anunciada, fé contemplada.

Fé professada

O Advento convida a reavivar a esperança, num mundo em que parece estar cada vez mais ausente. As esperanças do mundo são fugazes, têm pouca durabilidade. O Advento lembra aos cristãos a importância de proclamar a esperança num futuro repleto de felicidade e de paz. Mas atenção: a esperança tem de ser posta em Deus, não em nós!

Fé celebrada

«O Verbo divino, que num dado momento Se fez carne na Palestina, vem também para cada geração de crentes cristãos. João precedeu a vinda de Jesus na história e também precede a sua vinda entre nós. Na Comunhão dos Santos, João está presente nas nossas assembleias nestes dias, anuncia-nos Aquele que está para vir e exorta-nos, portanto, ao arrependimento. Por isso, todos os dias, nas Laudes matutinas, a Igreja reza o cântico que Zacarias, pai de João, entoou no seu nascimento: ‘E tu, menino, irás à sua frente a preparar os seus caminhos, para dar a conhecer ao seu povo a salvação pela remissão dos seus pecados’ (Lucas 1, 76-77)» (Diretório homilético, 89).

Fé vivida

João Batista reclama, com todas as suas forças, que todos ponham o máximo de esforço, sem subterfúgios, em tornar possível a salvação: «Arrependei-vos, porque está perto o reino dos Céus. […] Praticai ações que se conformem ao arrependimento que manifestais». As ações que pratico manifestam arrependimento?

Fé anunciada

Ao anúncio de João Batista, o mesmo que será proclamado por Jesus Cristo, segue-se um conjunto de afirmações que, numa leitura rápida, podem soar a medo ou qualquer coisa negativa. Não é o Evangelho uma boa notícia? Sim, pois o centro não está na ameaça do «fogo que não se apaga», mas na importância do arrependimento (conversão), na capacidade em dar bons frutos.

Fé contemplada

Em tempo de Advento com tonalidade mariana, o facto de nesta semana celebrarmos a Imaculada Conceição (8 de dezembro) pode-se dedicar maior atenção às primeiras palavras da Avé Maria, palavras que são retiradas da saudação do Anjo: «Avé Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco». Em silêncio aberto à paz, deixo-me conduzir pela contemplação da descida do Espírito não só sobre Maria, mas também sobre mim, hoje, como no dia do meu batismo.